Spleen e charutos

agosto 22, 2011

E durma com um barulho desses

Filed under: Spleen — spleencharutos @ 7:30 pm

Rian Santos
riansantos@jornaldodiase.com.br

Música pop, com pegada e balanço pra ninguém botar defeito*

Quando eu era menino, a véspera era sempre uma tortura. Aniversário, batizado, dia de finados, natal, dia das crianças… Qualquer comemoração celebrava um divórcio dramático entre meu corpo e a cama. O pior não eram os rangidos da casa transformada numa igreja de sombras e sussurros de uma hora pra outra. Insone, apartado dos presentes condenados ao aperto das fitas coloridas, eu tinha a cabeça esmagada pelo travesseiro e os passos lerdos do tempo.

Meus pés cresceram. A ansiedade também. A semana passada, justo quando o meu primeiro encontro com a inteligência da banda Elvis Boamorte e os Boavidas completou dois anos, os caras liberaram o primeiro registro das canções costuradas em conjunto. Como a criança que passava a noite em claro, os olhos vidrados num sol que não nascia nunca, não aguentei esperar o disquinho autografado que me foi prometido e fiz o download do EP assim que eles liberaram um link no Facebook. Já não era sem tempo.

Tambores e mudernagens – Poucas bandas conseguem reproduzir no trabalho apresentado ao público a personalidade de músicos com histórias, trajetórias e influências tão diversas quanto os Boavidas. As mudernagens da guitarra de Allen Alencar, por exemplo, dificilmente encontrariam o baque do folclore local com tanta naturalidade em projeto diferente. Elvis evoca a Dança de São Gonçalo; Furiba segura a cadência e a onda na ponta das baquetas, e o baixo de Findans acompanha os teclados de Bigjohn para nos trazer de volta para o asfalto de todo dia. Os Boavidas fazem música pop, com pegada e balanço pra ninguém botar defeito.

Tambores, dubs, beats e overdrives. Nada disso faria muito sentido sem o nó apertado que amarra e ata os acordes à experiência sugerida pelas letras das canções. Nelas, uma urgência contemporânea, fast demais, questiona e reflete o fugidio das sensações, porque tudo o que é sólido desmancha no ar e não está fácil pra ninguém.

Importante lembrar que o EP Promo da Elvis foi gravado com produção, mixagem e masterização de Léo Airplane e Dudu Prudente, e colaboração de Dudu Prudente, Pedrinho Mendonça, Léo Airplane, Rafael Ramos e Betinho Caixa D’água. Uma cambada gente fina, distribuída entre as cinco canções do registro.

Eu não tenho reputação pela qual zelar. De qualquer modo, é muito satisfatório constatar que ganhei a aposta realizada lá atrás, quando me arrisquei a publicar um artigo afirmando que a estreia desses malucos que levam a vida na flauta correspondia a um daqueles acontecimentos insignificantes e singulares que a maioria das pessoas ignora porque não tem ouvidos de ouvir. Hoje, felizmente, eles fazem um bocado de zuada. E durma com um barulho desses!

*Arte: Priscila Carvalho

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: