Spleen e charutos

março 17, 2011

Sem parabéns no aniversário de Aracaju

Filed under: Spleen — spleencharutos @ 2:24 pm

Rian Santos
riansantos@jornaldodiase.com.br

Aracaju faz aniversário e os mineiros da banda Skank sopram a velinha

Uma programação especial. É assim, sem tirar nem por, que a assessoria de comunicação da Funcaju se refere aos eventos promovidos para comemorar o aniversário de 156 anos da capital sergipana. As principais atrações elencadas para tomar parte na festa, no entanto, contrariam a expectativa criada por afirmação tão contundente.

Não é novidade pra ninguém. Os responsáveis pela contratação de shows aboletados na Funcaju não são discípulos da criatividade necessária ao exercício do cargo. No ano em que o grupo Cataluzes completou trinta anos de atividade e que as bandas The Baggios e Café Pequeno conquistaram o Festival das Rádios Públicas do Brasil, entretanto, celebrar o aniversário da cidade com os convidados das bandas Skank e Cavaleiros do Forró beira o absurdo.

Claro que, extensa, a programação reservou uma laminha para a música sergipana, muito bem representada pela banda A Casa do Zé, que dividirá o palco com a Orquestra Sinfônica de Sergipe (ORSSE), em edição especial do Projeto Domingo no Parque. Mas isso é pouco, quase nada, diante do público extenso e do reconhecimento alcançado pelos nossos músicos entre os seus pares e além de nossas fronteiras.

Agora mesmo, o conjunto Café Pequeno, o sanfoneiro Cobra Verde e a cantora Patrícia Polayne foram selecionados para representar Sergipe no Festival Tensamba, na Espanha. Eles já solicitaram o apoio oficial da Secretaria de Cultura, mas acreditam que o dim dim não vai rolar.

Diante da omissão do poder público – que não tem nenhuma obrigação de bancar qualquer artista, mas poderia aproveitar essas oportunidades para investir o dinheiro público na cultura local –, resta a esperança de que algum empresário menos distraído perceba a oportunidade de associar sua marca a um produto tão bem aceito.

Hoje à noite, não resta nenhuma dúvida, uma verdadeira multidão comparecerá ao Mercado Municipal para remediar a carência de pão com a histeria do circo. Somente eu e a música sergipana estaremos ausentes. Uma simples questão de respeito aos ouvidos. Como diz o grande Jards Macalé, no clássico disco de 1974, “Ô bicho desafinado, o coro dos contentes”.

Anúncios

8 Comentários »

  1. concordo plenamente com o seu texto.
    não sei até quando vamos ter que aturar essa valorização do governo/prefeitura com as bandas de fora e ver as bandas da nossa terra perdendo espaço e buscando uma valorização em outras cidades.

    parabéns aracaju, com 156 anos de cidade e você ainda continua uma província com uma qualidade de vida sem valorização da sua cultura e esporte local.

    Comentário por thiago carvalho — março 17, 2011 @ 4:32 pm

  2. Tb estarei ausente no mercado hoje!
    Melhor celebrar o aniversário de minhga querida cidade através das diversas mensagens bacanas no Facebook, ou divulgando a revista em quadrinhos desenhada por Luiz Eduardo e colorida por Thiago Neumann sobre a mudança da capital, ou ainda prestigiando a Orsse e Casa do Zé domingo na Sementeira…

    Comentário por Rafael Jr. — março 17, 2011 @ 5:03 pm

  3. Salve o Facebook, que me fez conhecer esse blog. Salve tua escrita primorosa! Parabéns pelo texto contudente. Fiquei fã!!

    Comentário por Byron — março 17, 2011 @ 7:37 pm

  4. Assino embaixo total.

    Comentário por Adelvan — março 17, 2011 @ 7:40 pm

  5. Concordo totalmente com os comentários anteriores, domingo terá mais cara de comemoração prestigiando o que de fato é fruto desta cidade de 156 anos.

    Comentário por Maicon Rodrigues — março 17, 2011 @ 11:08 pm

  6. Concordo parcialmente…realmente Aracaju merece mais artistas da terrinha tocando por aí…mas esperamos deles mais profissionalismo também não? Muitos aí já se acham a estrela nacional e dão trabalho…
    Voltando ao Aniversário de Aracaju…adoro Skank…e não acho de forma alguma que irei ferir meus ouvidos MINEIROS indo ao show..

    Comentário por Luiza — março 18, 2011 @ 3:31 am

  7. A Luiza aew se referindo à patricia polayne. Luiza, não concordo nem um pouco com a sua opinião que na verdade, cada um tem a sua, mas já sabemos que vc não está do lado da valorização da terra.
    E esta é a minha opinião que, como vc, também possuo.

    O texto de Rian disse praticamente tudo e mais um pouco e a verdade é: há muito tempo tem se dito tudo e mais um pouco,mas tem cada cabeça dura lidando com a cultura sergipana que dá dó!

    Comentário por janaina — março 18, 2011 @ 4:45 pm

  8. A Casa do Zé agradece muito o convite para tocar nesse evento junto com a ORSSE. E eu, Igor, concordo com o Rian. Ainda acho que cometemos o “erro” de não nos organizarmos no dia 16 à noite para comemorar em algum desses bares de praxe com shows Nossos, se houve alguma coisa nesse sentido, peço desculpas pela falta de informação, mas no dia 16 a noite não vi nada nesse sentido. Fica já uma dica para a próxima, vamos comemorar o aniversário de Aracaju da forma que sempre fizemos… com nosso suor. Outra coisa, para chegar na metade da dificuldade que “n” artistas nacionais colocam por trás dos bastidores é muito difícil. Acho válido quando colocam imposições justas, pode ser artista de qualquer lugar do mundo e temos que nos valorizar mesmo, mas quando há egoísmo, essas coisas, estou fora. Abraços.

    Comentário por Igor Côrtes — março 20, 2011 @ 5:34 am


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: