Spleen e charutos

maio 11, 2010

Só se não for brasileiro nessa hora

Filed under: Spleen — spleencharutos @ 8:02 pm

Rian Santos
riansantos@jornaldodiase.com.br

Samba na minha terra deixa a gente mole. Quando se canta, todo mundo bole

Os ouvidos entupidos de cera e monotonia quase não acreditaram quando eu desenterrei os primeiros discos dos Novos Baianos e os deitei na vitrola. Na superfície negra do vinil, um legado inestimável, constantemente (re) visitado pela molecada mais esperta, que aprende a felicidade de se reconhecer brasileira nas gravações de Moraes Moreira, Baby Consuelo, Pepeu Gomes e Paulinho Boca de Cantor. Gravados há cerca de quatro décadas, os discos serão lembrados esta semana, quando um dos protagonistas da história comemora o sucesso da aventura no palco do Teatro Tobias Barreto, com o show “A história dos Novos Baianos e outros versos”.

Para muitos, Moraes Moreira é o maior responsável pelo frescor que as composições dos Novos Baianos ainda exalam. Equivocada, pela injustiça cometida contra os demais malucos da banda, todos abençoados pelo talento, a avaliação revela, no entanto, a sua imensa popularidade, acalentada mesmo depois da dissolução do grupo.

Inspirações como Acabou chorare provam que as seis cordas do violão estão prenhes de beleza, e não precisam mais do que um tantinho de poesia e duas orações carregadas de sotaque para parir as maiores canções do mundo. Leve, natural, molinha e espontânea como a menina de outra canção, resignada diante do céu escuro, que deixa os pingos da chuva simplesmente molhar, Acabou chorare é um entre muitos clássicos do grupo que enriquecem a nossa tradição e que certamente serão contemplados pelo repertório apresentado para o público sergipano.

Como se não bastasse, além das investidas instrumentais, além do cavaquinho associado ao violão e a guitarra, flertando com o pop e a tradição sem se decidir por uma vertente ou por outra, em 75 Moraes Moreira partiu para uma vitoriosa carreira solo, embalado pelo o sucesso da música “Pombo Correio”, composta em parceria com Dodô e Osmar, inventores do trio elétrico, do qual o Moraes é o primeiro cantor.

Como nos versos do próprio compositor, ficou tudo lindo!

Serviço:

Local: Teatro Tobias Barreto
Data: 15 de maio
Hora: 21 horas

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: