Spleen e charutos

abril 20, 2010

O divino prazer de escutar um Blues

Filed under: Spleen — spleencharutos @ 4:47 pm

Rian Santos
riansantos@jornaldodiase.com.br

Máquina Blues abre nova trincheira para a música autoral de Aracaju

Há alguns meses, a Máquina Blues foi convidada para uma edição especial do programa Encruzilhada, transmitido aos domingos pela Aperipê FM. Na oportunidade, os caras da banda não se fizeram de rogados e, além de jogar muita conversa fora, mandaram um som ali mesmo, no estúdio da emissora. Como sempre ocorre quando a guitarra de Melcíades (Little Mel, para os mais chegados) sublinha o universo denso, cheio de fossa e bebedeira, desenhado pelas composições de Sílvio Campos (leia-se Karne Krua), nenhuma nota foi desperdiçada. O resultado foi um registro valioso e uma inspiração abençoada. “E se a gente fizesse um piratão da própria banda?”. Os dados estavam lançados. Nascia o projeto Bootleg Blues.

Quem faz o convite é o próprio Melcíades. “Além de comemorar o aniversário do programa Encruzilhada, o show do mês que vem no Capitão Cook vai ser dedicado a essa empreitada. Esse vai ser o primeiro dos dois shows nos quais pretendemos captar a energia de nossas apresentações”.

Antes disso, no entanto, os caras se apresentam no restaurante Divina Gula, abrindo uma nova trincheira para a música autoral da cidade. “Acho que é legal mencionar a intenção de Sílvio, de tentar tocar em um local diferente do Cook. Por mais que o local seja legal – e o apoio de Marcelo, dono do pub, sempre foi total – é muito interessante pra banda tocar em outros ambientes”.

Além dos ares renovados, a noite ainda promete outras surpresas. “Vamos tocar algumas canções novas, que devem entrar no disco que pretendemos começar a gravar esse mês de maio, finalmente. É muito material, se tudo der certo, vamos lançar o disco e logo depois o bootleg. O disco deve sair com umas 15 músicas, pelo menos. Entre elas, um cover da Celso Blues Boy, grande influência, que tocamos desde o começo da banda. Tocamos essa música de uma maneira bem pessoal. É uma versão realmente da banda”.

Máquina Blues – Reflexo da herança cultural que os escravos negros americanos delegaram ao mundo, temos aqui em Aracaju uma máquina diferente, abastecida com swing e lamentos daqueles que foram vítimas deste cruel episódio da nossa história. A máquina a que me refiro é a Máquina Blues, banda que desenvolve um trabalho sincero, sem modismos imediatistas.

Sentimento e emoção sempre foram características do Blues. O ritmo envolvente, a música cheia de sensibilidade embebida em emoção, é nesta linha de conceito que nasce a Máquina Blues em Aracaju – Se. A Máquina Blues presta homenagem ao Blues, ao velho Blues do Mississipi de Muddy Waters, de Jonh Lee Hooker, de Robert Johnson, só que sem os pés sujos de lama do rio, mas fincados na realidade nordestina do solo rachado do Sertão.

Serviço:

Local: Restaurante Divina Gula
Data: 24 de abril
Hora: 22 horas

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: