Spleen e charutos

março 30, 2010

Villa Carmen disponibiliza trabalho no Myspace

Filed under: Spleen — spleencharutos @ 8:38 pm

Rian Santos
riansantos@jornaldodiase.com.br

Uma aparição digno de nota, alheia à força da grana que destrói coisas belas

Não tardava o dia de mencionar a Villa Carmen. Difícil imaginar, contudo, que a oportunidade seria proporcionada pelo sucesso mercadológico da Calcinha Preta.

Distinguida com o prêmio Os Melhores do Ano, último domingo, no programa Domingão do Faustão – e isso deveria bastar para mensurar a relevância do acontecimento –, a banda do empresário Gilton Andrade pode ser considerada uma espécie de antípoda, que contraria os ditames mais recentes do mercado fonográfico e insiste num modelo de distribuição agonizante, que já deu tudo o que tinha de dar. Para uma nova geração de músicos, entre os quais se encontram os meninos da Villa Carmen, importa investir energia no processo criativo e se apropriar das novas ferramentas de comunicação para fazer seu trabalho chegar cada vez mais longe.

Se, em tempos remotos, a aposta no trabalho autoral não chegava nem perto de incomodar as gravadoras, que mantinham laços estreitos com os canais de divulgação ainda hoje utilizados para dar amplitude a suas ambições, instrumentos como as redes de relacionamentos sociais têm revelado um potencial tão impressionante que não seria absurdo lhes atribuir o papel de protagonista no cenário musical de nosso dias.

Prova disso, foi através do Myspace da Villa Carmen que tomei conhecimento da maior parte de suas canções. Antes disso, a participação na coletânea Sergipe’s Finest, destacada pelo jornalista Marcos Aurélio Canônico, em coluna assinada na Folha Online, já chamava atenção pela simplicidade intrigante da música Ontem. Com participação de Márcio de Dona Litinha, a composição possui uma melodia grudenta, capaz de permanecer no ouvido por horas a fio, numa insistência digna de chiclete jogado em asfalto quente.

Ontem é também mensageira de tudo o que pode ser encontrado nas demais composições da banda. Suingue e poesia, sem nenhum respeito às fronteiras riscadas nos mapas. As referências da música latina e africana se misturam à música brasileira sem qualquer acanhamento, exatamente como está explicado no release da rapaziada. Merece destaque, ainda, a participação de Rafael Oliva, da sumida Ode ao Canalha, na faixa que possui o sugestivo nome de Concupiscência.

Como a desconfiança é, quase sempre, excelente conselheira, o leitor não precisa se fiar nas palavras de quem quer que seja para formular algum juízo. Basta passar no Myspace da Villa Carmen (http://www.myspace.com/villacarmen) e conferir as cinco composições disponíveis.

De minha parte, aguardo somente uma apresentação dos caras para confirmar uma certeza. A aparição da Villa Carmen é um acontecimento digno de nota, que deverá ser celebrado no meio musical sergipano, cada vez mais alheio à “força da grana que ergue e destrói coisas belas”.

Anúncios

1 Comentário »

  1. Rian sempre com as antenas devidamente ligadas, levantadas e “bombrilzadas”.

    Comentário por Allen — abril 7, 2010 @ 11:29 pm


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: