Spleen e charutos

janeiro 21, 2010

Spok Frevo: Pra não dizer que não falei das flores

Filed under: Spleen — spleencharutos @ 8:09 pm

Rian Santos
riansantos@jornaldodiase.com.br

A Sopk Frevo demonstra que a alegria, às vezes, tem alguma razão

Minha má vontade em relação ao Pré Caju, a festa de Fabiano, não é novidade. Todo ano eu reclamo do mijo que nossos visitantes abandonam na Avenida Beira Mar, e continua tudo por isso mesmo. Mas até eu sou capaz de aprender alguma coisa. Ao invés de me concentrar nas excrescências da economia festiva, resolvi empunhar uma lupa e procurar algo que valesse a pena mencionar. Este ano, pra minha felicidade, a programação ajudou nessa tarefa normalmente ingrata, e incluiu, entre os costumeiros pracatuns que animam a multidão, a música inspirada do coletivo Spok Frevo Orquestra, que puxa o bloco Caranguejo Elétrico, no próximo domingo, e demonstra que a alegria, às vezes, tem alguma razão.

Spok Frevo – A orquestra surgiu em 1996, inicialmente, com o nome Banda Pernambucana, formada para acompanhar shows de artistas pernambucanos. Mais tarde, tornou-se a Orquestra de Frevo do Recife. Em janeiro de 2003, o grupo ressurge com o nome Spok Frevo Orquestra, num batismo de Wellington Lima, desde então seu agente e produtor artístico, a convite e em parceria com o músico e produtor Zé da Flauta.
A orquestra tem como proposta mostrar o frevo fora da folia, dar um tratamento diferenciado, com arranjos modernos e harmonias arrojadas.
Os músicos abusam da liberdade de expressão em improvisos com uma clara influência do jazz. “O frevo é uma música única, diferente de todas, animada e com uma magia especial: a de passar felicidade”, descreve Spok.
A formação com 18 jovens e talentosos músicos pernambucanos é liderada pelo virtuoso Inaldo Cavalcante de Albuquerque, mais conhecido como maestro Spok, saxofonista, arranjador e diretor musical. No comando da big band do frevo, Spok conta, desde a formação original, com a experiência e o talento do primo Gilberto Pontes, o Gibasax, como co-diretor musical.
Como atesta o maestro Spok, deixando de lado uma modéstia desnecessária, em entrevista ao jornalista Gilson Oliveira, a Spok Frevo Orquestra deu mais um passo naquilo que se convencionou chamar, desde os 60’s, a linha evolutiva da música popular brasileira.
“A Spok Frevo Orquestra criou uma nova conduta moral para o frevo e está mostrando ao Brasil e ao mundo o quanto é bela e rica nossa música, derrubando várias e antigas teorias, quebrando tabus e colocando o Recife e Pernambuco em seu devido lugar como gerador de grandes talentos musicais”.

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: