Spleen e charutos

novembro 13, 2009

Trotamundos propõe novo olhar em exposição

Filed under: Spleen — spleencharutos @ 11:53 am

Trotamundos propõe novo olhar em exposição

Rian Santos
riansantos@jornaldodiase.com.br

tROTAMUNDOSA fotografia que transborda o documento e subverte a linguagem, transformando-a em arte, em intervenção social, lançando um olhar diferenciado sobre o cotidiano. O Trotamundos Coletivo não espera mais do que isso. Tamanha pretensão poderia descambar em experimentalismo vazio, travestindo a ansiedade apaixonada do fotógrafo num hermetismo sem pé nem cabeça. A experiência de alguns dos nossos profissionais mais respeitados, no entanto, ofereceu ao projeto “Quem faz a foto?” o respaldo necessário para que a iniciativa funcionasse a contento. O resultado poderá ser conferido a partir da próxima semana, quando a Sociedade Semear abriga a primeira exposição do Trotamundos Coletivo.

Formado por Marcelinho Hora, Alejandro Zambrana, Daniely Clarisa, Danilo Bandeira e Zak Moreira, o Trotamundos Coletivo pode ser definido como o filho mais novo, ou uma dissidência, do Foto Clube Monalisa Godoy, que reúne fotógrafos profissionais e amadores em torno dos temas relacionados a esse universo.

De acordo com Zambrana, contudo, embora o Foto Clube desempenhe um papel importante, os cinco amigos precisavam partir para uma ação mais efetiva. Prova disso, a exposição “Quem faz a foto?” foi materializada logo após os três primeiros meses de existência do Coletivo.

“A criação de um coletivo pode ser bem complicada, pois meche muito com o ser humano. No nosso caso, felizmente, tudo aconteceu de maneira muito tranqüila”.

Fruto de uma oficina ministrada junto aos moradores da zona norte de Aracaju, a exposição “Quem faz a foto?” não possui relação com qualquer espécie de assistencialismo. Segundo Zambrana, o objetivo do Trotamundos é bem diferente.

“Nós queremos reunir as pessoas para pensar a fotografia. Queremos que as pessoas entendam que o exercício do olhar exige muita educação”.

Zambrana garante que a construção da mostra foi inteiramente realizada com a participação dos alunos. Ele revela que o resultado foi muito satisfatório, e que os trabalhos selecionados para a exposição possuem, invariavelmente, uma grande relação afetiva com os seus autores.

“Eles escolheram as fotos que afetaram, de algum modo, a sua percepção da realidade. Em algumas fotos, percebemos um olhar bonito sobre a periferia. Achei isso muito bacana”.

Local: Sociedade Semear
Data: De 16 de novembro a 04 de dezembro
Hora: 19 horas

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: