Spleen e charutos

outubro 13, 2009

‘Pague pra Ver’ no Espaço Cultural Yázigi

Filed under: Spleen — spleencharutos @ 4:04 pm
Amálgama pop pra o público sergipano ver

Amálgama pop pra o público sergipano ver

Rian Santos
riansantos@jornaldodiase.com.br

Eu boto fé no trabalho de Fábio Sampaio. Se tivesse meios, até pagaria pra ver. Felizmente, o artista possui um círculo de admiradores extenso, que abriga de jornalistas esfomeados a profissionais de estirpe mais nobre, e não depende dos parcos trocados deste escriba para se manter. Pelo menos é o que demonstra a individual que o rapaz inaugura depois de amanhã, na galeria do Espaço Cultural Yázigi.

Depois de abusar de minha boa vontade, a manhã passada, e se aproveitar de minha presença no desembarque das vinte e duas telas que tomarão parte na exposição, Fábio Sampaio me explicou que a idéia surgiu durante um passeio pela capital paulista. Segundo ele, entre tantas linguagens e suportes, lá a pintura continua “fervendo”, o que o incentivou a se recolher para se dedicar às telas durante mais de um mês, no atelier que divide com Antônio da Cruz, no Conjunto Parque dos Coqueiros. Uma decisão inusitada, contudo, chama atenção. “Decidi que só montaria a exposição quando tivesse vendido tudo”.

Além da vocação capitalista, sem a qual ninguém se mantém em pé, a iniciativa aponta para o que o artista chamou de educação do público consumidor de arte. Fábio explica que, ao contrário do que muita gente pensa, um trabalho autêntico não pode preencher uma função decorativa, nem pode ser produzido levando em consideração a cor do estofado de seu pretenso comprador. De outra maneira, ele revela que continuaria se dedicando a outros projetos – a exemplo das intervenções urbanas que vêm interferindo na paisagem de Aracaju – e alimentaria o ostracismo que o manteve afastado durante quase dez anos da pintura propriamente dita.

“Você só consegue uma produção bacana, que aponta para algo, se internando no atelier. Eu fiquei mais de um mês, à base de muito Plástico Lunar e Arctic Monkeys, me dedicando exclusivamente a esse projeto. A experiência foi muito boa, deu uma higienizada no cérebro”.

Fábio diz que não pretende parar de pintar, e confidenciou que as telas que conhecerão seus compradores por meio de um sorteio realizado na vernissage são produto de tudo o que acumulou ao longo de mais de vinte anos de aprendizagem visual. Vídeo Clip, HQ, artesanato e a linguagem da propaganda fazem parte do amálgama pop que o público sergipano poderá conferir na exposição “Pague pra Ver”.

Anúncios

2 Comentários »

  1. massa, vou dar um pulo! E Rian, bancando o chato, devo dizer que é Arctic MonkeYs…com “y” haha.

    abraços

    Comentário por Allen — outubro 14, 2009 @ 12:35 am

  2. Você corrigiu essa bobagem pq não viu os erros de digitação na versão impressa do jornal. Uma vergonha… Mas vou corrigir assim mesmo! rsrs

    Comentário por spleencharutos — outubro 14, 2009 @ 12:29 pm


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: