Spleen e charutos

agosto 29, 2009

Mulheres e cigarros no colarinho

Filed under: Spleen — spleencharutos @ 2:17 pm

Rian Santos
riansantos@jornaldodiase.com.br

Não consigo dormir sem segurar a mão dela
Fecho os olhos, fustigado pelo cansaço
E caminho na prancha
Me equilibrando sobre o vazio
Há um receio aquoso guardado em cada passo
No mar faminto, nenhum alívio
Eu, à deriva
Sem bóia
Sem bote
Sem tábua de salvação
Uma garrafa de conhaque boiando em meu hálito
Mulheres e cigarros nas dobras do colarinho
Depois de tanto marulho
Cumpre o naufrágio
Afundo a cabeça no travesseiro
E sigo viagem clandestino
Joguei cartas
Lancei dados
Cinzeiros transbordando
Copos vazios
Tanta puta com frio na praça
E ainda há quem prefira amar sozinho…
Só consigo dormir segurando a mão dela
Com os olhos vendados, caminho na prancha
Afundo a cabeça no travesseiro
Mergulho, abandonado às vagas do destino

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: