Spleen e charutos

novembro 14, 2008

Pela porta dos fundos

Filed under: Spleen — spleencharutos @ 8:31 pm

Rian Santos
riansantos@jornaldodiase.com.br

Num mundo ideal, não haveria proveito na porta dos fundos. Nenhuma cadeia, nenhuma grade serrada. As mulheres despidas, anáguas rasgadas por nova conveniência, enxergariam no receio um vestido surrado, digno do esquecimento dispensado às manias muito antigas. Acordo íntimo, celebrado sem tinta nem sangue por juiz embecado no fundo dos olhos, no empenho da palavra, despacharia as precauções para os quintos dos infernos. Os panos velhos num armário fundo, a xoxota cabeluda gozando alforria.

Ocorre que, entre o ideal e o palpável, abismo monstruoso se alarga. Nesses dias ensolarados, são poucos os que podem abdicar dos disfarces elegantes e das alegorias. Ao que parece, o governador Marcelo Déda é um dos privilegiados. Afirmou com todas as letras, sem apreensão nem meias palavras, que tomaria parte, sim senhor, no processo sucessório do Sebrae. E justificou, lembrando a necessidade de reconhecer na entidade um parceiro com o qual possa se entender sem o temor de ser enganado.

Foi apenas mais uma entre renovadas demonstrações de franqueza. É certo que isso não garante o sucesso de nenhuma administração, mas a transparência no trato com a coisa pública é, seguramente, uma das virtudes que, ao final de seu mandato, podem credenciar o governador a deixar o Palácio dos Despachos pela porta da frente.

Pessoalmente, não escondo uma certa inclinação pra tudo o que não presta. Sou daqueles que, na época do colégio, pulavam o muro do prédio pelo simples sabor da desobediência. Roubar livros na Epiphâneo Dórea era tão divertido quanto a leitura. A fruta na goiabeira do vizinho era sempre mais vistosa. Ainda hoje, não perco a chance de pisar na grama, tomar um beijo à força, olhar pelo buraco da fechadura. Ainda bem que eu não sou um homem público. Os poetas são os únicos personagens capazes de entrar na História pela porta dos fundos.

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: