Spleen e charutos

novembro 6, 2007

O diabo no olho da rua

Filed under: Spleen — spleencharutos @ 12:36 pm

Rian Santos

Um colírio alucinógeno. Não é preciso a aventura do fundo, o âmago, para que a náusea assombre a vista. Os sinais assaltam os olhos na superfície aparente das coisas, a repugnância de tocaia na epiderme das esquinas. É como se um diabo sem casa fosse posto no olho da rua, desafiasse o desprezo de visagens e superstições. Ainda bem que construí o meu refúgio em tempo, a milhas de qualquer lugar, abandonado em uma canção dos Beatles. Os olhos fechados, dormindo.

Não adianta perguntar se eu vi aquela reportagem da Aperipê TV. Não sei do aniversário de nenhum partido, não sou filiado a nenhum partido, não acredito em nenhum partido. Comunistas ou não, os loucos correm com suas foices, seus martelos, em diversas direções. Ignoro o que passa além de minha janela e me atenho às ranhuras da madeira que sustenta meu mundo de barro nas telhas impossíveis do teto. Enquanto o veneno me conceder, continuarei dormindo.

Não sei se faltou água, se houve ou haverá auditoria na Deso. Não conheço os subterrâneos escusos, cavados durante décadas de conchavos misteriosos, que se perdem nas sombras dos corredores minados do Tribunal de Contas. Minhas pedras nunca alcançaram os gigantes. A debilidade das metáforas não encontra fendas na couraça tosca dos brutos. O que resta é o descaso, o descanso. A cachaça da letargia se embrenhando na curiosidade vigilante dos sentidos. Entorpecido, dormindo.

Goya conheceu os monstros produzidos pelo sonho da razão. Se dispôs a perturbar o sono da Espanha, deitada no berço esplêndido da ignorância, e acabou cobrindo as paredes de sua casa com os fantasmas grotescos da loucura. Comigo não. Agora, o conforto confuso do escuro. Os edifícios do cansaço dobraram a espinha firme de minhas pálpebras indignadas. A fronha de meu travesseiro não se enojará da baba revoltada de uma noite mal dormida. Pode ser dia avançado, mas eu durmo.

Anúncios

1 Comentário »

  1. Peraí que eu também vou pingar o meu colírio alucinógeno!

    (Ops, plagiei).

    Comentário por outra carol — novembro 8, 2007 @ 12:42 am


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: